13/04/18 | 13:45
Resultado final de concurso da Semed é divulgado

Por Adrisa de Góes e Hariele Quara
Assessoria de Comunicação/Semad

A Prefeitura de Manaus divulgou nesta sexta-feira, 13/4, o resultado do concurso para 400 vagas e formação de cadastro de reserva para cargos de professor da Secretaria Municipal de Educação (Semed), no site do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Executivo (Ibade) www.ibade.org.br, instituição promotora do concurso. A publicação estará disponível, ainda, na edição do Diário Oficial do Município (DOM) http://dom.manaus.am.gov.br desta sexta-feira, 13/4.

A Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad) coordenou todo o processo junto ao Ibade. A secretária da Semad, Luiza Bessa Rebelo, destaca que tudo ocorreu dentro dos trâmites legais. “Seguindo o direcionamento do prefeito Arthur Virgílio Neto, o concurso ocorreu sem problemas, sem detecção de fraudes ou escândalos, dentro de todos os padrões legais que se esperam de uma administração transparente”, destaca.

A Semed, a partir da divulgação do resultado, assume o processo para a convocação dos aprovados. Segundo a secretária da Semed, Kátia Schweickardt, o concurso vem em boa hora para suprir a necessidade de pessoal da Secretaria.

“Há algum tempo estamos aguardando a contratação desses profissionais para equacionarmos lacunas no nosso quadro de pessoal. Temos um elevado número de professores afastados por licenças ou que se aposentaram e esses aprovados preencherão essas vagas”, afirma.

De acordo com a chefe da Divisão Pessoal da Semed, Altina Magalhães, após a homologação da lista de aprovados, são necessários trâmites administrativos que irão culminar na convocação. “A previsão é que a convocação já dos 400 aprovados saia no dia 30 de junho e a partir do dia 02 de julho já possam estar em exercício, na sala de aula”, assevera.

A partir da data de convocação, os aprovados têm prazo de 30 dias para tomar posse, período que pode ser prorrogado por mais 30 dias. Os convocados deverão, ainda, passar pela Junta Médico-Pericial do Município, com atendimento agendado.

Exames médicos

Para aqueles que desejam adiantar os exames, a Junta Médica destaca que os convocados devem estar atentos à validade dos exames. Com validade de três meses, são solicitados: hemograma completo, VDLR, glicemia em jejum, lipidograma total, ureia, creatina, TGO, TGP, GAMA GT, EAS (urina) e parasitológico (fezes).

Já com validade de até seis meses, são solicitados: eletrocardiograma com laudo médico (para todos a partir de 40 anos de idade), laringoscopia, audiometria, laudo oftalmológico e atestado de sanidade física e mental, expedido por médico psiquiatra ou neurologista.

A Junta Médica também solicita raio-x do tórax com laudo médico, colpocitologia oncótica/preventivo (para mulheres em qualquer idade), mamografia (para mulheres a partir de 35 anos de idade) e PSA (para homens a partir de 40 anos de idade), com a validade de doze meses.

 

CONFIRA A LISTA DE EXAMES COMPLETA

Exames Solicitados pela JMPM Validade
Hemograma completo (sangue) 03 meses

 

 

 

VDLR, glicemia em jejum (sangue)
Lipidograma total (sangue)
Ureia (sangue)
Creatina (sangue)
TGO (sangue)
TGP (sangue)
GAMA GT (sangue)
E.A.S (urina)
Parasitológico (fezes)
   
Eletrocardiograma com laudo médico (para todos a partir de 40 anos de idade) 06 meses
Laringoscopia
Audiometria
Laudo oftalmológico
Atestado de sanidade física e mental expedido por médico psiquiatra ou neurologista
   
Raio-x do tórax com laudo médico 12 meses
Colpocitologia oncótica/preventivo (para mulheres em qualquer idade)
Mamografia (para mulheres a partir de 35 anos de idade)
P.S.A (para homens a partir de 40 anos de idade)
Outros que a JMPM considerar necessários durante a perícia

————————————-

Aprovados

Com um total de 5.414 classificados, o concurso teve 22.718 inscritos, com abstenção de apenas 6,8% na fase de provas objetivas, aplicadas no último dia 21 de janeiro. Desse total, 5.027 candidatos alcançaram média igual ou superior a 6,0 e foram convocados para a avaliação de títulos.

Durante a fase de avaliação de títulos, a Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) acionou a Semad e o Ibade para solicitar informações quanto a uma questão das provas aplicadas aos cargos de professor de 1º ao 5º ano, artes, ciências, educação física, geografia e língua portuguesa.

Para evitar que o processo fosse a juízo, a Semad optou junto ao Ibade pela anulação da questão, para não atrasar o resultado do concurso. A decisão permitiu que mais 387 candidatos, que alcançaram, com a alteração do gabarito, a média exigida, fossem convocados para uma nova prova de títulos e período para recursos, conforme previsto para todos os concorrentes.